Home
Introdução
Artigos
Avivamento
Curiosidades
Estudos Bíblicos
Edificação
Igreja Pedra Viva
Jóias Raras
Minhas Reflexões
Ministério Cristão
Novas de Alegria
Seleções Notáveis
Fale Comigo
Recomende
teste
Avivamento
Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar
A igreja que pegou fogo
Pedro Liasch Filho

 

Uma igreja de uma certa cidade do interior pegou fogo de madrugada. O corpo de bombeiros foi chamado às pressas. Com o barulho das sirenes, quase toda a população acordou, e muita gente curiosa acorreu para o local do incêndio. Alguns vieram para ajudar a pagar o fogo, e outros apenas para ver o espetáculo.

Ocorre que dentre os curiosos destacava-se uma importante figura: o prefeito da cidade, que era amigo do pastor. O reverendo, admirado com a presença de tão ilustre personagem, dirigiu-lhe a palavra, dizendo: É a primeira vez que o senhor vem à minha igreja. Isso é verdade, disse o prefeito, e replicou: Mas também é a primeira vez que a sua igreja pega fogo!

Com certeza é preciso também que a nossa igreja pegue fogo, como em Pentecostes, para que possa atrair para Cristo milhares de pessoas, até mesmo pessoas ilustres. Pois viria o avivamento efetivamente através do fogo do céu, para nos encher da graça divina e do poder do alto.

“Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar a correia das alparcas; esse vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Lc 3.16).

 “... E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem” (At 2.1-4).

“... Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra” (At 1.8).

Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar